Brasileiros gastaram US$ 1,7 bilhão em aplicativos em 2023, revela pesquisa

Relatório 'Análise Mobile 2024', da Rocket Lab, em parceria com o Statista, revela que o Brasil se manteve em 4º lugar em número de downloads de apps, com 10,2 bilhões em 2023, ante 10 bilhões em 2022

Impulsionado pela alta penetração de smartphones e um mercado de aplicativos ativo e diversificado, o Brasil se firmou no cenário mobile internacional. Em 2023, os gastos dos usuários brasileiros em aplicativos móveis alcançaram US$ 1,7 bilhão, um incremento de 26,2% em relação ao ano anterior, o que coloca o país no 11º posto global neste quesito.

Em termos de receita, os apps geraram US$ 4,5 bilhões no Brasil no ano passado, com destaque para a categoria de entretenimento (13,4% deste montante), que cresceu 7% ante 2022; e a de e-commerce (13,1%), que aumentou 13,2% em relação ao período anterior. Os dados são da ‘Análise Mobile 2024’, da Rocket Lab, em parceria com o Statista.

O relatório também revela que o Brasil se manteve em 4º lugar em número de downloads de apps, com 10,2 bilhões em 2023, ante 10 bilhões em 2022. No âmbito global, foram 257 bilhões de aplicativos baixados no ano passado, com 830 milhões de downloads de apps de entretenimento e 429,3 milhões da categoria de fintechs.

“Mesmo diante de uma lenta retomada do crescimento da economia brasileira, a indústria de aplicativos móveis mostrou sinais positivos em 2023. Os dados trazidos pelo relatório comprovam que os usuários estão gastando mais com aplicativos, espelhando o fortalecimento da confiança dos consumidores brasileiros neste canal, bem como das empresas que estão investindo mais em publicidade digital em mobile”, explica Bruno Ferreira, head de Vendas na Rocket Lab no Brasil.

Investimentos e estratégias de marketing

Os investimentos globais com publicidade digital em mobile atingiram US$ 362 bilhões em 2023, um incremento de 7,5% ante o ano anterior, e estão transformando a experiência dos usuários com as marcas, aponta o relatório. “Aplicativos desempenham papel importante na ampliação do alcance e participação das marcas no mercado, bem como no conhecimento e estreitamento do relacionamento com as audiências”, pontua Ferreira.

De acordo com o executivo, há uma necessidade de inovação rápida e de estratégias de marketing de alta eficiência na otimização de campanhas mobile. A evolução global de tecnologias – como 5G, realidade virtual (RV) e inteligência artificial (IA) – também afeta o país, podendo impulsionar o engajamento dos usuários nos apps e oferecendo novos insights e oportunidades para os anunciantes.

Expectativas para 2024

Enquanto o Brasil segue muitas das tendências globais, sua alta penetração móvel, envolvimento dos usuários, crescimento explosivo em downloads e gastos de usuários destacam seu mercado vibrante. Para o head de Vendas da Rocket Lab no país, a expectativa para 2024 é de um foco contínuo na personalização, inovação tecnológica e eficiência do marketing, com um leque ainda maior de oportunidades para marcas e desenvolvedores que podem navegar neste cenário cada vez mais dinâmico.

“O mercado brasileiro de aplicativos deve ter uma grande expansão nos próximos anos. Tal crescimento é impulsionado por vários fatores, como a penetração de smartphones, o aumento do acesso à internet e a inclinação dos usuários para escolher serviços digitais”, afirma Ferreira. “Além disso, o mercado é estimulado pelos avanços da tecnologia em aplicativos móveis e pela ampliação da variedade de apps disponíveis, o que vem ocasionando um aumento da competitividade. Também é importante destacar o ecossistema brasileiro de startups, que desempenha um papel significativo no desenvolvimento e inovação em aplicativos”, completa.

Para o executivo, acompanhando as tendências e contando com um bom parceiro e estratégias de mobile marketing corretas, é possível às marcas se destacarem ainda mais no mercado. “Num cenário altamente competitivo, apostar em parceiros de mídia que garantam uma estratégia inteligente e alcance a fontes de tráfego complementares de qualidade, é fundamental para impulsionar as instalações, o engajamento e a rentabilidade dos apps”, conclui.

+ mais lidas

Governança cliente-cêntrica: uma estratégia corporativa essencial e necessária

Quanto você pagaria para ver um gol do seu time do coração?

Presidente do Senado defende “urgência” na regulamentação da inteligência artificial

Governança cliente-cêntrica: uma estratégia corporativa essencial e necessária

Quanto você pagaria para ver um gol do seu time do coração?

Presidente do Senado defende “urgência” na regulamentação da inteligência artificial