Visa aposta em IA generativa para engajamento transacional e ganho de eficiência

Empresa está trabalhando em GPTs específicos para suportar as necessidades dos clientes. Além de usos na área de classificação e detalhamento de transações, a Visa vislumbra que a IA generativa pode proporcionar ganhos de eficiência de 10% a 30%

A Visa, multinacional norte-americana de pagamentos digitais, processa, em um período de 12 meses, cerca de 260 bilhões de transações, além de emitir 4,3 bilhões de cartões. Com a utilização de ferramentas de inteligência artificial (IA) generativa, a empresa espera otimizar processos e obter ganhos de eficiência de 10% a 30%, dependendo do grau de maturidade do cliente.

De acordo com Valter Andrade, diretor de Data Science da Visa, a empresa está trabalhando em GPTs específicos para suportar as necessidades dos clientes. “Vislumbramos muitas possibilidades do uso da IA generativa na área de classificação e detalhamento de transações. Também estamos discutindo sobre chatbots funcionais específicos e modelos generativos multimodais”, afirmou Andrade durante painel realizado na Febraban Tech 2024.

Atualmente, a Visa possui mais de 100 modelos ativos de IA – a maioria derivados do ChatGPT, da OpenAI, e de soluções da Microsoft – principalmente em produtos e serviços voltados para a detecção e prevenção de fraudes, segurança cibernética, loyalty e engajamento, além de estratégias de hiperpersonalização.

Na melhoria da experiência do cliente, Andrade apontou que a IA pode ser utilizada para identificar as preferências dos consumidores e oferecer ofertas contextualizadas em tempo real. Nesse sentido, uma das soluções já adotadas pela Visa é a chamada ‘jornada do viajante’, que, por meio da IA, a empresa consegue identificar clientes com interesse em viagens e desenvolver estratégias de comunicação personalizadas e relevantes para estímulo do engajamento transacional, melhorando, consequentemente, a eficiência operacional.

+ mais lidas

Governança cliente-cêntrica: uma estratégia corporativa essencial e necessária

Quanto você pagaria para ver um gol do seu time do coração?

Presidente do Senado defende “urgência” na regulamentação da inteligência artificial

Governança cliente-cêntrica: uma estratégia corporativa essencial e necessária

Quanto você pagaria para ver um gol do seu time do coração?

Presidente do Senado defende “urgência” na regulamentação da inteligência artificial